Cuiabá
Carregando...

? ºC

/

Esportes

11/06/2021 12:37

Inter vive dia de reuniões para avaliar cenário após eliminação e deve definir saída de Ramírez

Fim de jogo, Inter eliminado da Copa do Brasil com derrota por 3 a 1 para o Vitória, e basta que os refletores sejam apagados para a neblina tomar o gramado do Beira-Rio na noite desta quinta-feira. A cerração que paira sobre o estádio é alegoria perfeita para os tempos nebulosos vividos pelo clube.

Especialmente nesta sexta-feira, dia seguinte a mais uma queda traumática na temporada. O presidente Alessandro Barcellos, o vice de futebol João Patrício Herrmann e o executivo Paulo Bracks se reunirão com o Conselho de Gestão do Inter ainda pela manhã para discutir o futuro de Miguel Ángel Ramírez. E para definir sua cada vez mais iminente saída do clube.

"Nesse momento, a nossa ideia é reunir a partir de agora a nossa equipe do departamento de futebol, Conselho de Gestão, fazermos avaliação rápida e tomarmos decisão no que diz respeito sobre esse contexto."
— Alessandro Barcellos, presidente do Inter

Conforme apurado pelo ge, a reunião deve definir o desligamento do treinador 100 dias após sua chegada a Porto Alegre para conduzir o que seria um projeto de ruptura. Mas o prazo de validade, supostamente longo, deve esbarrar em pouco mais de três meses, encurtado pela falta de resultados e de evolução da equipe no momento.

Um ponto a ser discutido – e costurado – pela diretoria é a multa rescisória prevista no contrato do treinador. A parte interessada em romper o vínculo antes do final tem de pagar um valor próximo a US$ 1 milhão, conforme apurado. O contrato vai até o fim de 2022.

Outro assunto em pauta será a continuidade do modelo de jogo. A diretoria atual assumiu o clube com um projeto de ruptura no jeito de jogar, para implantar um estilo propositivo a partir do Jogo de Posição. Essa maneira de atuar está em xeque a partir de agora. É possível que haja mais saídas do departamento de futebol.

Após testar positivo para Covid-19, Ramírez cumpre protocolo de isolamento e não comandou a equipe no tropeço para o Vitória. Mas a queda precoce na Copa do Brasil é apenas o gatilho para uma saída que já ganhava força nas últimas semanas.

Mesmo afastado, o treinador enfrentava a maior turbulência desde que chegou ao clube e nunca esteve tão ameaçado no cargo. Especialmente após a goleada por 5 a 1 sofrida para o Fortaleza, no último domingo, no Castelão.

 

Ramírez no Inter

 

  • 21 jogos
  • 10 vitórias
  • 4 empates
  • 7 derrotas
  • 39 gols feitos
  • 23 gols sofridos
  • 53,9% de aproveitamento

 

 

Fonte: https://ge.globo.com/


Plenário Mato Grosso - Central de Notícias, aqui você é informado com *Credibilidade **Dinamismo ***Seriedade e ****Conceito

Plenário Mato Grosso

Rua João Bento, 592-A
Bairro Quilombo
Cuiabá - Mato Grosso

plenariomtcomercial@gmail.com

imprensaplenariomt@gmail.com

contato@plenariomt.com.br

Busca

Redes Sociais

Nota
Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo